Separação. Vida nova, mas, e agora?

sexta-feira, dezembro 11, 2009 por · 20 Comentários

Ela foi casada por 10 anos! Entre altos e baixos, foi feliz, mas sofreu muito no final. Não teve filhos, mas chegaram a pensar seriamente nesse assunto. Só que não rolou. Um dia ele disse que iria embora, que não gostava mais dela. Ela se assustou. Mas no fundo, no fundo, ficou aliviada. Já sabia que seu casamento estava no fim. Sentia na qualidade do afeto, nos beijos, cada vez mais raros, nas noites de amor inexistentes nos últimos meses.

Ficar junto para quê? Dividir contas? Isso é casamento? Aceitou de bom grado a separação. Que venha, pensou! Ele saiu de casa. No começo, foi duro se acostumar… aquele apartamento que compraram juntos, mobiliaram, fizeram tantos planos ali, agora era só dela. Fez um acordo com ele e ali ficou.

Foi se acostumando, pegando gosto pela casa. Ficou do seu jeito. Sentia-se feliz ali e havia enterrado o passado. Quer dizer, era o que achava…

Tudo caminhou bem até o dia em que, numa balada – ela estava saindo com frequência – encontrou um moço que achou mais simpático do que a média. Trocaram olhares, carícias, beijos e telefones.

Começaram a se falar também por email e MSN. Ele é de outra cidade, mas vinha muito a São Paulo a trabalho. Sempre que estava na capital, tentavam se ver, sem muito sucesso, pois seu trabalho a consome muito também.

Um dia deu certo. Foram jantar, se conhecer melhor, conversar. Na hora de ir embora, ele a acompanhou até o carro e resolveu que iria para a casa dela. Não houve resistência, ao contrário. Desde que se separara, há um ano e meio, não havia ficado com ninguém pra valer. Por que seria?

Era uma mulher bonita, interessante, independente e disposta a reencontrar o amor. Mas nada parecia dar certo. No íntimo, não sabia bem por quê. Muitas vezes chegou a pensar se o fantasma do ex-marido não a rondava. Mas não admitia essa possibilidade, não queria nem pensar nisso.

Afinal, era uma mulher batalhadora, dona do próprio nariz. O que acontecia é que não havia encontrado um homem interessante até então, achava. Mas naquela noite, tudo seria diferente, pois estava disposta a se envolver com aquele moço. Ele era o seu tipo: nada de especial fisicamente, mas intelectualmente se afinavam.

Quando chegou na porta do apartamento, ele encostou o carro e se preparou para estacionar corretamente. Ela gelou. Pela primeira vez naquela relação teve medo de ir até o fim.

Como seria se ele subisse? Ficar com aquele rapaz na mesma cama que dormiu anos com o ex? Sentar com ele na sala onde tantas vezes beijou seu ex-marido? Ir para o banheiro e a cozinha com ele?

Epa, não seria tão fácil como imaginava… Não dava, não iria conseguir, teve de aceitar essa sensação que incomodava seu íntimo há tempos, mas não admitia. O que fazer? Contrariando todas as expectativas, vacilou. Amarelou. Disse para o pretendente que não queria mais. Ele se assustou, tentou fazê-la mudar de ideia a todo custo. Em vão. Estava decidida. Foi dura com ele, levou-o de volta ao hotel onde estava hospedado.

Entre lamentos e desculpas esfarrapadas, acelerou o carro e sumiu na noite. Queria ficar sozinha, refletir, não cabia ninguém na sua vida naquele momento, essa era a verdade. Apesar de já estar separada há mais de um ano, não havia se livrado pra valer do ex. Não que o amasse ainda, ao contrário.

Tinha mágoa e ressentimento guardado em seu coração. Precisava se livrar disso para começar uma nova vida.

Dormiu e acordou outra mulher, agora decidida a seguir seu rumo para valer. Primeira providência: achar um canto que fosse seu mesmo, desde o início, onde se sentisse verdadeiramente em casa. Foi então à luta: conquistar a si mesmo primeiro, para depois, então, sair em busca do outro.

Era o começo pra felicidade, que despontaria, com certeza, ali na frente.

Teste de Personalidade Grátis – veja que tipo de pessoa combina melhor com você, aqui…

Leia mais textos do blogue…

Partilhe com seus amigos:
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • Reddit
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter
  • MySpace

Leia mais sobre este tema:



Comentários

20 Comentários to “Separação. Vida nova, mas, e agora?”
  1. cleia disse:

    Tenho 43 anos meu marido tem 37 todos finais de semana passa fora bebendo e por isso brigamos muito.Preciso conhecer alquem para mim sentir mulher novamente.Um grande beijo

  2. sdsvf disse:

    Pelas forças do Trovão que a minha imagem entre no coração do F.R.F para que nunca mais este me diga não.

  3. lia disse:

    pelas forcas do trovao que a minha imagem entre no coracao de JCN para que nunca mais este me diga nao

  4. Ana Claudia disse:

    Também estou muito chateada, estou a dois meses separada. Meu marido saiu de casa, dizendo que a fila anda, que eu nunca fui mulher para ele e o principal a outra tem um diploma universitário, coisa que eu abri mão do meu curso para que ele fizesse o dele(dizendo que a empresa estava exigindo um curso superior). Depois que ele foi embora, tive a certeza das traições, sempre chegava alcoolizado e cansado, nunca tinha tempo para a esposa e filhos. Meus filhos estão bem revoltados com a situação, um tem 12 anos e o outro vai fazer 17 anos amanhã (pediu que eu não fizesse nada, pois ainda está magoado com a situação). Foram doze anos e meio de casados e durante todos esses anos eu pedia que ele parasse de beber e economiza-se para construirmos nossa casa, pois ainda por cima, morávamos na casa de meus pais que se penalizaram com a situação financeira dele e ofereceram uma casa para que construíssemos os quartos em cima, mas até hoje o dinheiro dele nunca sobrou para este investimento. Mas para a amante, bares, restaurantes caros, lojas de grifes femininas e muito mais. Em casa era difícil deixar o dinheiro para o pão, sempre me desprezou, me humilhou com atos, palavras e omissões. Eu me dediquei à casa, aos filhos e à família, pensando que este relacionamento tinha raiz, mas não foi isso que aconteceu. Ele se aproveitou até o último instante, depois que terminou o curso da faculdade, alguns dias antes da colação de grau, ele fez o maior escândalo para sair de casa. Ele não convidou nenhum de nós, foi orador da turma e o detalhe: a amante se formou junto com ele. Eu gostaria de ter amigos para conversar e quem sabe no futuro encontrar alguém que me ame de verdade.

    • marisa disse:

      OI ANA CLAUDIA EU ESTOU CASADA HA 17 ANOS E NOS ULTIMOS MESES MEU MARIDO JA NÃO ME BEIJAVA, FALAVA QUE EU ESTAVA COM MAL HALITO, NÃO ME ABRAÇAVA E QUANDO IAMOS PRA CAMA EU ME SENTIA USADA, ELE NÃO ME ACARICIAVA, NÃO ME BEIJAVA E DESIDIU IR MORAR EM UMA KITINET, ELE FALA QUE NÃO TEM OUTRA E COMO,EU ENGORDEI MUITO ESTOU ME PREPARANDO PARA FAZER A CIRURGIA BARIATRICA, SABE O QUE ELE ME FALOU? QUE QUANDO EU ESTIVER MAGRA E BONITA ELE VOLTA A MORAR COMIGO NOVAMENTE, TEMOS TRES FILHOS 12, 15,E 17 ANOS, EU VIVI PARA A FAMÍLIA DEIXEI DE ESTUDAR, TRABALHAR, DEIXEI MEU MARIDO FAZER FACULDADE, AJUDEI ELE A ECONOMIZAR EM TUDO PARA COMPRAR O CARRO QUE ELE QUERIA, E AGORA ESTOU SEM ELE, ESTOU ME SENTINDO MEIO PERDIDA MEUS FILHOS ME AJUDAM MUITO MAS UMA COISA EU SEI, ELE FOI EMBORA POR QUE ACHOU MELHOR, QUER VIVER COMO SOLTEIRO E SOBRA PARA NÓS TERMINAR DE CUIDAR DOS FILHOS, SECAR AS LAGRIMAS E TENTAR VIVER, EU QUERO EMAGRECER, ESTUDAR, TRABALHAR E VIVER, MAS PENSO EM NÃO QUERER MAIS A VOLTA DELE PARA MORAR EM NOSSA CASA NOVAMENTE, HOJE ELE TENTOU ME BEIJAR E EU NEGUEI NÃO QUERO DAR A ENTENDER QUE ESTOU PRECISANDO DA PIEDADE DELE, OS MARIDOS SAEM DE CASA MAS NO FUNDO UM DIA ELES QUEREM VOLTAR, A VIDA LA FORA NO MUNDO SEM FAMILIA, SEM A RESPONSSABILIDADE DE VOLTAR PARA CASA NA HORA CERTA AOS POUCOS ACABA, ESTA SENSAÇÃO DE QUERER LIBERDADE VAI PASSAR, MAS É DIFICIL PARA NÓS MULHERES QUERERMOS ELES DE VOLTA POIS O MEDO DELES APRONTAREM DE VOLTA E SOFRERMOS TUDO DE NOVO JAMAIS APAGA, TEMOS QUE NOS VALORIZAR.BOA SORTE SIGA COM OS SEUS SONHOS E REALIZE.

  5. Cris disse:

    Pelas forças do Trovão que a minha imagem entre no coração do S.B para que nunca mais este me diga não.
    Publicar esta oração 4 vezes ela é infalível porem não se pode voltar atrás.

  6. palavras disse:

    É, realmente não deve ser facil acabar com um casamento de tantos anos…mas a vida continua, ainda bem q ela não teve filhos, pq eles são os q sofrem mais, porém, nós pais adultos, temos que procurar a nossa felicidade, sou filha unica de pais separados, comi o pão que o diabo amassou, foi muito sofrimento meu e de minha mãe, na época eu não entendia pq eles tinham que se separar, mas hj, percebo que foi a melhor coisa que eles fizeram, após a tempestade veio a bonança, mudei de estado, estudei, me formei, trabalhei, formei família e hoje após quase 30 anos morando em São Paulo, esou de volta ao meu estado natal, é tudo muito diferente, pra falar a verdade ainda não me acostumei, mas o que eu quero frisar é que tem males que vem pra o bem…os fins justificam os meios, então…voltando a historia…é melhor procurar a felicidade até encontrá-la…por que os dias passam rapidamente…e infelizmente nao tem como voltarmos, portanto, eu sou da opinião que é melhor sofrer agora e depois encontrar alguem que realmente nos ame que ficarmos com alguem mesmo sendo infeliz…
    Eu espero que todos que passam por essa situação, saibam usar essa liberdade para conquistar novos amigos, novos objetivos, ou até mesmo aquele desejo que havia sido abandonado, curta mais os filhos se os tiverem, mais a familia, e se curta mais, se cuide mais…e tal…
    agora…há uma coisa que deve ficar bem longe de vcs….é a depressão…com isso todos perdem, seus filhos, familia, amigos e principalmente vcs…pense nisso !!!
    pessoal to amando ler as historias desse blog
    um abraço e até a proxima

  7. Cris disse:

    Estou passando pela mesma situação, acabei com um casamento de 10 anos, temos um filho de 6, que amo compaixão, e não consigo entender como um homem pode se comportar desta forma, trocar sua familia por uma aventura e pior baseado em mentiras, como se nada nem ninguem tivesse importancia somente a felicidade dele.
    Hoje doi muito,afinal fiquei com todas as responsabilidades e ele nem quer saber, nem para o filho liga mais.
    Sempre me explorou,mentiu e mostrou agora pra mim que nunca teve carater, pois um homen de verdade honra seus compromissos,agora estou descobrindo todas as mentiras como dividas, dinheiro que me roubou e até para sua nova aventura ele se diz um coitado, que tem isso e aquilo, mas não tem nada!!!!!!!!
    Preciso sair desta, mas ainda não sei como.Me ajudem………

    • Natacha disse:

      Querida Kris, entendo perfeitamente sua situação, e lamento que seu casamento tenha acabado. Você deve estar passando por um momento difícil e com muitas incertezas. Com certeza você vai sair dessa crise um dia, é preciso dar tempo para sarar. Nós mulheres somos muito corajosas, positivas e batalhadoras. Com certeza você sabe o que é o melhor para você e para seu filho e você vai saber lutar para encontrar paz em sua família, felicidade em vossas vidas e sempre manter muita confiança num futuro melhor. Deixe o tempo passar e aproveite o amor dos mais próximos de você! Desejo a você tudo de bom.

  8. valzinha disse:

    fui casada há 23 anos me separei a quatro por motivo de traíção, coloque-o para fora de casa, não me arrependo tenho uma vida nova, tudo mudou, sou livre para amar , e acho que todamulher tem seu valor, eu sou mas eu

  9. RONALDO.R disse:

    CARA! NÃO É NADA FACIL,FAZEM EXATOS 8 DIAS QUE SAI DE CASA E CONFESSO QUE NAO TA MUITO FACIL NÃO. AFINAL FORAM OITO ANOS DE CASAMENTO E 9 JUNTOS. DES DE QUE A CONHECI EU ASSUMI TODOS OS SEUS PROBLEMAS, E INCLUSIVE OS SEUS FILHOS, E PIOR AINDA PASSEI A AMA-LOS
    MEUS NÃO TENHO NENHUM, MAS PEGUEI UMA DAS MELHORES FASES DELES E ISSO É O QUE MAIS ME ASSOMBRA AS NOITES. QUANTO A SEPARAÇÃO NÃO OUVE NENHUM CASO DE TRAIÇÃO. PELO MENOS QUE EU SAIBA NÃO! MAS A DECISAO FOI MINHA. NUNCA TIVEMOS UM TEMPO PARA NÓS, DES DE QUE NOS CASAMOS ATE MESMO NA EPOCA DE NAMORO TUDO FOI SEMPRE NA BASE DA RESPONSABILIDA-DE COM A CASA E COM OS FILHOS ACHO QUE ISSO AJUDOU BASTANTE, MÁS DE UMS ANOS PRA CA TENHO FICADO CADA VÊS MAIS SOZINHO, EU NÃO AGUENTAVA MAIS AQUELA SOLIDÃO MUITAS DAS VESES EU CHEGAVA EM CASA E TUDO O QUE EU QUERIA ERA UM SIMPLES ABRAÇO E PRA PIORAR ELA COMEÇOU A FICAR CADA VES MAIS FRIA E DISTANTE, EU NÃO AGUENTAVA MAIS E FUI FICANDO CADA VES MAIS DURO TAMBÉM, NÃO DE FORMA NENHUMA FOI CULPA SÓ DELA, ACHO QUE QUANDO UM CASAL SE SEPARA COM SERTEZA TEM CULPA DOS DOIS, POIS O CASAMENTO E COMO UMA ARVORE, SE FALTA AGUA ELA SECA E MORRE, E TAMBÉM NÃO ME ARREPENDO POIS TIVE MUITOS MOMENTOS BONS COM ELA E COM OS MENINOS.SO QUERIA NESTE EXATO MOMENTO TER CORAGEM E CONDICÃO DE ABRAÇALOS DE NOVO. E COMO EU DISSE NÃO É NADA FACIL!!!!!!

  10. Sara disse:

    Fui casada 29 anos e depois de muito amor entre nós ele me traiu com uma mais nova. Estou separada e realmente não sei o que sentir. Sei que preciso cultivar em mim a autoestima, permitir que o meu coração ame a um outro, mas é difícil pois não sei confiar ainda. O que fazer?

  11. luis disse:

    Acho q a razão do termino do casamento perpassa por promessas desfeitas e falta de cumplicidade. Quando terminamos buscamos culpas, como:rotina, diálogo,filhos,horários descumpridos e outros ….Mas a verdade é q termina sem pensar no que seria se tivesse dado certo.Recomendo que se é para terminar ou recomeçar um novorelacionamento sempre se coloque no lugar do outro, essa tal de EMPATIA que em muitos casamentos e relacionamentos falta. Nietzsche, disse: “que não há nenhum problema, q seja maior q nossa vida”. Então, vamos viver como podemos e Deus permite.

  12. pituca7 disse:

    Estou passando por uma separação judicial causada por adulterio com provas, isto é depois de 12 de casamento duas filhas maravilhosas, em poucos dias eu o coloquei para fora para viver sua paixão e ilusão , neste momento tudo é muito dificil pois me sinto prejudicando minhas filhas, ´por nao ter aceito a traição e ficado quieta. Mas eu não consigo viver na falsidade e na mentira. Acho muito estranho o comportamento de um homem q troca sua familia por uma aventura. Estou procurando dar volta nesta situação mas não é nada facil. Espero neste momento encontrar um amigo para conversar.

    • EDUARDO disse:

      Acho que o que mais nos pega em uma separação é aquela sensação de impotencia ou de ter fracassado. Acabei de ler um livro chamado ” Não discuta a Relação” e recomendo a todos , acho que devia ser uma especie de “Biblia” para casais e com certeza se tivesse lido antes da separação cm certeza as coisas seriam diferentes.Recomendo

    • gilma disse:

      Tmbém estou passando pelo mesmo problema. Em 10 dias o tirei de casa e consegui assinar a petição para a separação. 9 anos, duas filhas e um histórico de muitas traições e perdões. Não vale a pena, quando racha, não há mais o que fazer. Agora é se reconstruir. Doi, principalmente pela impotência e pela sensação de não ter significado nada para o outro. Não lamente, olhe para frente e principalmente não desista de vc.

    • Anônimo disse:

      Já encontrou, nós podemos conversar, eu não esto procurando aventuras, apenas comunicação

    • curiangos disse:

      Pituca, entre em contato, minha esposa perdeu a mãe a cinco meses, virou a cabeça, e saiu de casa, me deixou com meus dois filhos um casal de 7 e 13 anos, tenho 37 anos, sou de Belo Horizonte e gostaria de saber mais de vc.

  13. Marla disse:

    Estou passandao p/ isso ,bate sempre uma depressão dou a volta p/ cima e sigo em frente, só esta faltando apareçer um companheiro tambem não saí aprocura rsrsrsrs